Uma das muitas pequenas coisas que me chateiam.

21 novembro, 2007

Passou bem?

Porque é que os apertos de mão mais moles e nojentinhos são dados pelas pessoas mais improváveis?
Porque é que do alto do meu metro e sessenta, com pouquíssimos quilos em cima dos ossos, sinto o meu seco e vigoroso aperto de mão a ficar encharcado na moleza e humidade (yeck) do aperto de mão de um homem grande e musculado, com ar de poucos amigos e com (aparente) força para me deitar abaixo só com o dedo mindinho?
Vai uma pessoa ali de mão estendida, cheia de energia, e quando dá por si está a agarrar numa mão que mais parece um molusco acabado de pescar. Ainda por cima pendurada na extremidade de um braço forte, por sua vez preso ao ombro de uma pessoa que até parece civilizada. Não percebo, a sério. (Limpando a mão às Levi's, discretamente)

P.S. - Ainda digo mais: todos devíamos pedir que nos testassem o aperto de mão! Just in case.

1 comentário:

piu disse...

É das coisas que me faz impressão, principalmente se a outra pessoa exercer a força necessária para me esmigalhar os ossos.

Ainda me faz mais confusão quem aperta a mão a uma pessoa do sexo feminino.

Nada melhor que um aconchego de uma bochecha fofinha... :)